X
Subscribe for notification

Galaxy S10 – Leitor de digitais funciona mesmo com arranhões na tela

No lançamento dos novos Samsung Galaxy S10 e Galaxy S10 Plus, podemos ver que ambos os aparelho top de linha da gigante coreana possuem sensores de impressão digital sob a tela que usam tecnologia ultrassônica.

Em outras palavras, eles usam ondas sonoras de alta frequência para fazer a leitura biométrica. Mas será que essa tecnologia nova e interessante funcionará se a tela do telefone for riscada ou quebrada?

Leia também: Samsung está trabalhando em câmera sub-display para smartphone 2020

Zack Nelson, do canal JerryRigEverything, testou a durabilidade de um Samsung Galaxy S10 padrão. O vídeo demonstra que o aparelho da Samsung pode ser flexionado sem sofrer danos em sua tela, além de não sofrer nenhum dano aparente depois de exposto ao fogo por aproximadamente 30 segundos.

As laterais e a traseira do aparelho também foram bem riscadas pelo youtuber, mas, claro, são testes e situações extremas e que não acontecerão (tomara!) com o celular em uso normal.

Mas e se a tela receber muitos arranhões, ou mesmo quebrar, ao redor do sensor ultrassônico de impressão digital? No vídeo, vimos a tela ser atingida com mais arranhões do que normalmente é possível com desgastes regulares, e o leitor funcionou 100%.

No entanto, isso mudou quando Nelson fez ranhuras mais profundas, quase como se fossem rachaduras. Depois que o dano foi causado, o sensor de impressão digital na tela não funcionou. Portanto, se a tela quebrar na região dos leitores, o usuário terá problemas sérios para continuar usando seu smartphone. Por isso, talvez, a Samsung optou por utilizar sua própria proteção no display.

Galaxy S10 – Leitor de digitais funciona mesmo com arranhões na tela

Disqus Comments Loading...